Fator Digital - Performance e Resultados em Marketing Digital

WhatsApp ou Facebook Messenger nas IEs: qual engaja melhor?

Os aplicativos de mensagens instantâneas – como WhatsApp e Facebook Messenger –  podem ser úteis para o recrutamento de alunos numa instituição de ensino. Esses serviços oferecem um canal imediato e privado, no qual é possível envolver-se com cada prospect individualmente. Isso aumenta o potencial para construir um forte relacionamento com o público ao longo do processo de conversão.

A questão é qual serviço usar: WhatsApp ou Facebook Messenger? Ambos possuem uma base de bilhões de usuários e oferecem recursos bem semelhantes. Porém, ao investigarmos as particularidades de cada um, notamos diferenças. Continue conosco para comparar essas ferramentas e ver qual é a melhor para elevar o engajamento.

WhatsApp estabelece conversa instantânea

Uma das grandes vantagens do WhatsApp é a quantidade de usuários aqui no país. São cerca de 1,5 bilhão de pessoas conectadas ao aplicativo no mundo, sendo aproximadamente 130 milhões apenas no Brasil. Segundo dados publicados na Folha de S. Paulo em 2018, esse número chega a superar a quantidade de brasileiros presentes no Facebook. 

Uma maneira de sua instituição usar o zap é como ferramenta para enviar lembretes sobre eventos que ocorrerão no campus, como palestras, prazos de inscrição em atividades etc. Mas não adianta fazer um texto frio e impessoal. É fundamental estabelecer conversa, de preferência em tempo real.

O WhatsApp também permite oferecer soluções para problemas – de maneira igualmente instantânea. Se a pessoa tem uma dúvida, ela pode acessar o aplicativo e falar com alguém que esclareça essas questões. Isso ajuda a criar envolvimento e confiança na instituição.

Preste atenção para evitar spam! Certifique-se de enviar apenas mensagens para quem já iniciou um contato. O conteúdo automático e não solicitado provavelmente será bloqueado pelo próprio software, além de ser percebido como uma prática de marketing preguiçosa.

Como a IE pode aproveitar o WhatsApp nos anúncios do Facebook

Existe um formato de anúncio que as escolas podem utilizar para elevar o engajamento e a conversão de possíveis alunos. Eles são conhecidos como ads do tipo click-to-WhatsApp.

Na verdade, são anúncios que aparecem no News Feed do Facebook, e não no app verdinho. Ainda assim, eles podem atrair tráfego. É que eles têm um botão, inserido na parte inferior, convidando o usuário a enviar uma mensagem de WhatsApp ao anunciante. Clicando no botão, abre-se uma janela de conversa com a conta institucional. Simples assim.

Pode-se pré-programar uma mensagem de boas-vindas. Para as instituições de ensino, essa é a oportunidade perfeita de começar um diálogo. Pense bem nas palavras (lembre-se de sua persona e de como se aproximar do público). Um texto interessante, que seja convidativo sem parecer agressivo, pode ser o primeiro passo para a consolidação de uma relação mais longa. 

Resumindo: depois que um usuário iniciar o contato por meio do anúncio, sua equipe poderá travar uma conversa personalizada com ele. O sucesso depende de como o relacionamento for sendo construído.

Facebook Messenger tem mais opções de publicidade

Por mais popular e simples que o WhatsApp seja, o Facebook Messenger também oferece boas possibilidades. Uma delas tem a ver com anúncios.

A execução desse formato é semelhante à publicidade que aparece no feed do Facebook. Só que, nesse caso, as peças são exibidas na parte superior da interface do aplicativo Messenger.

Assim como nos anúncios tradicionais do Face, você deve direcionar os visitantes para o caminho certo. A publicidade no Messenger pode, por exemplo, levar até uma página com informações sobre inscrição no vestibular, ou sobre visitas guiadas ao campus.

Outro recurso interessante incluído na plataforma é a capacidade de enviar mensagens patrocinadas. Eles podem ser disparadas para qualquer indivíduo que já tenha conversado com a equipe anteriormente. Ainda, oferecem recursos de personalização de imagem e texto para potencializar o apelo inicial.

Para os educandários, as mensagens patrocinadas podem ser um recurso eficaz na hora de lembrar os alunos sobre prazos de rematrícula, aulas inaugurais ou renovação de livros retirados da biblioteca. O contato para esclarecer dúvidas também pode ser feito por ali.

Note que, aqui, a ideia não é fazer publicidade massiva, muito menos enviar spam para quem nunca interagiu com a página. O conteúdo patrocinado deve ser acionado com cautela, como um método para fortalecer a prospecção e o relacionamento com o público.

Bate-papo no site institucional é mais uma vantagem

O bate-papo com o cliente (Customer Chat) talvez seja um dos recursos mais interessantes do Facebook Messenger. A configuração do plug-in possibilita que você inclua uma janela de conversa no seu site institucional. Assim, a comunicação instantânea fica a um clique de distância dos usuários interessados.

O plug-in usa os dados das contas existentes, tanto da escola quanto do cliente em potencial, preservando o histórico das mensagens. Isso permite que você retome uma conversa interrompida e continue o funil de vendas do exato ponto em que ele parou. Isso poderá ser feito via website ou via Facebook, já que o sistema é todo integrado.

Ainda que os links de bate-papo nos sites das IEs não sejam novidade, optar por usar o Messenger Customer Chat pode representar uma vantagem competitiva. A familiaridade com a plataforma incentiva o público a se envolver de maneira mais efetiva, em comparação a um recurso de bate-papo nativo. Além disso, abre-se caminho para o envio de mensagens patrocinadas. Essa medida pode significar movimentos mais certeiros na prospecção de alunos.

WhatsApp ou Facebook Messenger: qual escolher?

No fim das contas, tudo depende de sua estratégia. O Facebook Messenger é uma plataforma mais avançada, se analisarmos as possibilidades de integração com site e envio de anúncios. Por outro lado, o WhatsApp tem uma penetrabilidade significativa no mercado. Os hábitos dos estudantes também devem ser levados em consideração, né?

Provavelmente, o melhor a ser feito seja trabalhar com as duas ferramentas ao mesmo tempo. Teste abordagens, mensure os resultados e verifique quais opções trazem números mais significativos para sua instituição de ensino.

Lembre-se: a tecnologia facilita bastante a prospecção, mas são os valores da marca que fazem a diferença. Tenha certeza de que, independentemente dos métodos, seu público está recebendo a mensagem que você quer transmitir.

EAD: O FUTURO
DO ENSINO NO BRASIL
Um Ebook exclusivo para profissionais de marketing de instituições de ensino.
Um histórico do mercado de Ensino à Distância no Brasil e as principais tendências para o futuro, trazendo indicadores de comportamento do público e como se preparar para captar melhor os alunos.
BAIXE AGORA O EBOOK

Fator Digital

A Fator Digital é formada por uma equipe especializada, criativa e capacitada para executar projetos digitais com foco em resultados.
Atuação completa no planejamento de websites, portais e e-commerces e atuando ainda na gestão de campanhas online através do Google AdWords.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES EM PRIMEIRA MÃO!

Preencha seu nome e e-mail abaixo e enviaremos automaticamente as novidades do blog da Fator para você.