Fator Digital - Performance e Resultados em Marketing Digital

SEO Para E-commerce – O Guia Completo de Otimização para o Google

Para que sua loja virtual tenha sucesso no longo prazo, é necessário ter uma elevada exposição para um grande público. E uma das formas mais eficientes de obter isso é garantir que ela esteja no topo da página de buscas do Google para as palavras-chave mais relevantes do seu negócio. Embora exista inúmeras maneiras das pessoas chegarem ao seu site, não há dúvidas que o Google (o mecanismo de busca utilizado por 97% dos Brasileiros) é uma das principais formas.

O grande problema é que o SEO pode ser um imenso desafio para lojas virtuais. Algumas estratégias tradicionais de SEO são menos relevantes em e-commerce e isso resulta em pouca melhoria de rankings e menor aumento no volume de tráfego.

O Google, mais do que nunca, quer ver páginas com conteúdo único e exclusivo, e em boa quantidade. E geralmente as lojas virtuais resumem seu trabalho de conteúdo em copiar a descrição de produtos do site do fabricante ou, pior, de outras lojas virtuais. Além disso, o chamado link building (conseguir links de outros sites para o seu), é outro grande desafio para obter links diretos para páginas de produtos.

Nesse artigo vamos descrever algumas ideias importantes de SEO para lojas virtuais. Tudo abordado de forma prática e realística para atingir o objetivo principal: aumentar o volume de tráfego qualificado.

  1. Pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é a primeira etapa de um trabalho criterioso de SEO. Você precisa saber exatamente o que seus clientes estão buscando quando procuram por seus produtos, para então entender quais termos você precisa otimizar.

Para isso o próprio Google tem uma ferramenta chamada “Keyword Planner”, que ajuda a identificar as melhores palavras-chave com base em volume de buscas, resultados e concorrência.

Ao saber exatamente o que seu público-alvo está procurando, você poderá planejar melhor o conteúdo de cada página de produto para contemplar os termos usados por eles.

  1. Layout responsivo

O volume de usuários que acessam websites através de dispositivos móveis está aumentando exponencialmente. Sites que não são amigáveis a celulares começam a perder rankings em posicionamento e criam uma experiência de navegação que reduz consideravelmente o volume de compras. Lembre-se que se o usuário tiver dificuldades para usar seu site, é mais fácil ele acessar o concorrente do que tentar, por conta própria, resolver seus problemas de navegação.

Além disso, com um site responsivo você evita a duplicação de conteúdo (fato comum em versões exclusivas para celular e que prejudica o SEO) e cria uma experiência para o usuário que vai além da otimização técnica.

  1. Títulos descritivos e originais

A tag de título (TITLE) é um dos fatores mais importantes da otimização onpage, e muitas vezes um grande problema para lojas virtuais. Isso porque cada página deveria ter um título que seja único e descritivo, porém acabam muitas páginas compartilhando o mesmo título.

Tenha certeza de criar um título exclusivo para cada página e produto, sem repetir em outras, e cuide para ser descritivo de forma que o título seja o mais parecido possível com o que seu usuário está buscando.

Ex.: Se você comercializa câmeras, não use no produto um título como “câmera digital” ou “câmera digital Canon”. Seja específico e use algo como “Camera Digital Canon EOS 5D Mark III”. Além de ter melhor qualidade na tag, você aumentará o potencial de clique na página de resultados do Google quando o usuário estiver procurando exatamente esse modelo de câmera.  

Deixe os termos genéricos (“câmera digital”) para páginas que listam todas as câmeras.

  1. Texto de descrição único

Talvez uma das principais falhas no SEO das lojas virtuais, a descrição do produto geralmente é feita a partir da cópia da apresentação do fornecedor ou da página do produto em outra loja virtual. Porém o Google quer ver conteúdo de verdade, exclusivo e que seja relevante para o público alvo.

Criar descrições únicas para cada produto certamente irá consumir uma grande parcela do seu tempo, porém irá fazer uma grande diferença nos rankings. Mas o que fazer se minha loja virtual já tem milhares de produtos cadastrados? Nesse caso direcione sua atenção para os produtos mais importantes e vá adicionando as descrições aos poucos. E tenha certeza que, ao adicionar um novo produto, ele receba a atenção necessária nesse tópico.

  1. Análises de clientes

Permitir aos clientes deixar sua análise ou opinião sobre determinado produto é um fator de grande impacto no e-commerce. Há estudos que indicam que até reviews negativos ajudam a criar um elo de confiança entre a loja virtual e o potencial cliente.

Porém, o resultado vai muito além disso. Ao deixar uma opinião sobre um produto, além do cliente fazer o trabalho de evangelista da sua marca, ele certamente usará palavras-chave que ajudarão essa página a ter mais conteúdo relevante para os mecanismos de busca.

  1. Rich Snippets

Os Rich Snippets são trechos de códigos que padronizam determinadas informações nas páginas de produtos, fazendo com que elas apareçam nos mecanismos de busca, deixando seus resultados mais visíveis e atrativos para os clientes.

Alguns exemplos de rich snippets você verifica abaixo:

Rich Snippets
Rich Snippets

Você pode ver a BH Photo Video usando snippets para exibir a avaliação do produto e o preço, enquanto no site das Americanas você visualiza exclusivamente o preço.

  1. Tenha um Blog

Talvez a estratégia mais tradicional para posicionamento seja o blog. Produzir conteúdo relevante para seu público alvo é uma forma eficiente de usar palavras-chave e atrair links externos e interações através de redes sociais. Links para posts do blog podem não trazer acesso direto à página de produtos, mas esses links irão aumentar a autoridade do domínio e poderão fazer todas as páginas ranquearem melhor.

Os posts também ajudam o site a ranquear em termos muito específicos, mais difíceis de posicionar com as páginas de produtos. Você pode usar esses posts para conduzir análises de produtos, publicar estudos de caso, tutoriais e assim por diante. Com alguma criatividade o blog pode ser uma excelente ferramenta para atrair novos visitantes.

Para saber um pouco mais, veja nosso post sobre inbound para e-commerce.

  1. Meta tags de descrição de qualidade para aumentar o CTR

Não, as meta tags não irão influenciar no ranking do seu site no Google, porém podem ser MUITO eficientes para motivar os usuários que estão fazendo uma busca a clicar no resultado do seu site e não no do concorrente. Uma boa descrição irá mostrar ao usuário o conteúdo da página que você está querendo que ele clique. Se você não tiver uma meta description, o próprio buscador irá gerar uma com base no conteúdo (muitas vezes aleatório) que ele encontrar na sua página.

  1. URLs amigáveis

Outro fator de grande influência no posicionamento orgânico é a url de cada página. O endereço da página de um produto, por exemplo, deve ser amigável para mecanismos de busca e humanos (isso significa que, ao ler a URL, você precisa conseguir entender sobre que produto se trata). Ao inserir ainda algumas palavras-chave relevantes, você melhora o posicionamento e as chances de clique no buscador (mas, obviamente, faça isso sem exageros).

O exemplo abaixo é uma ótima referência:

URLs amigáveis

No endereço da página você consegue entender exatamente de que produto estamos falando e até mesmo o número de megapixels da câmera!

Na hora de elaborar o e-commerce, caso opte por uma plataforma pronta, preste muita atenção no quesito “urls amigáveis”.

  1. Imagens de produtos

Boas fotos de produtos não apenas tornam sua loja virtual mais “apelativa” para potenciais clientes, como tem grande impacto no tráfego e SEO. A partir do momento em que as redes sociais estão ficando cada vez mais “visuais”, ter boas fotos dos seus produtos irá permitir que suas ações através dessas mídias sejam mais eficientes. Imagens bonitas terão maior potencial de compartilhamento e poderão ser usadas para receber links de sites mais focados em fotos.

Tecnicamente, existem algumas regras importantes no uso de imagens: utilize descrições ALT realmente descritivas e, se possível, insira palavras-chave até mesmo no nome do arquivo, ajudando seu posicionamento.

  1. Link Building

    Obter links de outros sites é parte essencial de qualquer estratégia de SEO, porém pode se tornar muito difícil em lojas virtuais.  Mas existem algumas formas:

Análises de produtos

Uma das melhores formas de obter links para sua loja virtual é conseguir que seus produtos sejam analisados por outros sites e blogs. Esses reviews irão linkar de volta para seu site, provavelmente para a página de detalhes do produto, gerando exposição para uma nova audiência qualificada.

A forma mais eficiente de conseguir isso é entrando em contato com diversos blogs dentro do seu segmento e fazendo propostas para essa análise (que muitas vezes resulta em enviar um exemplo do produto de brinde para o blogger)

Blog

Como mencionado anteriormente, um dos motivos do blog ser eficiente para lojas virtuais é que ele facilita o link building. Conseguir links para um post descritivo, com informações ou um manual, é muito mais fácil do que para uma página de detalhes de produto.

Mas não basta apenas criar um blog. Você precisa produzir conteúdo de qualidade e que atraia seu público. Ter alguém dedicado dentro da empresa ou contratar uma agência que faça inbound marketing pode ser uma ótima saída.

Links internos

Menos eficientes, mas ainda assim importantes, os links internos são usados dentro da sua própria loja virtual para relacionar páginas diversas dentro de outras áreas do site. Você pode fazer isso com produtos relacionados, por exemplo. Outra forma é linkar os produtos a partir de posts de blog que falam sobre eles.

Brindes para blogueiros do segmento

Com a mesma proposta de criar links a partir de blogs do segmento, você pode ser ainda mais agressivo, dando exemplares dos seus produtos em troca de exposição (como um post patrocinado ou uma análise independente). Alguns blogueiros ainda usam o produto para sortear entre seu público, como uma forma de aumentar seu próprio tráfego qualificado.

Fator Digital

A Fator Digital é formada por uma equipe especializada, criativa e capacitada para executar projetos digitais com foco em resultados.
Atuação completa no planejamento de websites, portais e e-commerces e atuando ainda na gestão de campanhas online através do Google AdWords.