Fator Digital - Performance e Resultados em Marketing Digital

Graduação depois dos 30 – Como captar alunos

Um em cada três universitários brasileiros tem 30 anos ou mais. Os dados são do Censo da Educação Superior, conduzido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Ou seja, os estudantes mais velhos não devem ser encarados como um nicho tão restrito assim.

De todo modo, esse público apresenta particularidades, em comparação aos vestibulandos “tradicionais”. Muitos representantes da turma dos mais velhos já têm família constituída e atuam no mercado de trabalho. As prioridades – pessoais e profissionais – são outras. Os motivos que os levam à faculdade, também.

Portanto, a maneira como sua instituição deve abordar esse pessoal será, igualmente, diferenciada. A seguir, vamos explorar um pouco mais as facetas do “calouro sênior”. Continue a leitura e veja como captar esses alunos com mais bagagem de vida.

Como definir personas para universitários com mais de 30 anos

Ainda em 2004, pesquisadores da Universidade de Stirling, na Escócia, notaram que os estudantes de ensino superior mais velhos são um grupo bastante heterogêneo. Em artigo publicado na revista acadêmica Higher Education, eles traçaram pelo menos seis perfis. São eles:

  1. Estudantes atrasados: os que adiaram os estudos por diferentes razões, como intercâmbio ou questões familiares, mas que ingressaram na universidade pelos métodos tradicionais.
  2. Os que começaram tarde: aqueles que decidiram recomeçar sua trajetória após enfrentarem uma situação transformadora, como um divórcio.
  3. Mães e pais solteiros: que precisam encontrar uma carreira para sustentar a família.
  4. Carreiristas: já têm uma trajetória profissional, mas buscam adquirir novas habilidades ou aprofundar o conhecimento na área.
  5. Escapistas: estão empregados, mas desejam dar uma guinada e mudar de área para encontrar satisfação.
  6. Os que buscam crescimento pessoal: são os que procuram o ensino superior apenas para satisfazer desejos particulares ou adquirir mais conhecimento.

Os indivíduos matriculados em sua faculdade provavelmente se encaixam num desses estratos. É preciso entender quais são as preocupações e as motivações pessoais deles. Conhecê-las ajuda a definir personas mais detalhadas para a estratégia de marketing.

Você pode realizar pesquisas com esses estudantes. Pergunte sobre a vida pregressa e as razões que levaram a pessoa a escolher sua instituição de ensino. Com base nessas informações, elabore conteúdos envolventes, que possam despertar o interesse de leads similares.

Estudantes maduros sabem o que querem

Toda regra tem exceções, mas, de maneira geral, os vestibulandos adolescentes chegam à universidade para atender expectativas da família e da sociedade. Muitos ainda não sabem muito bem se querem seguir aquela profissão pela vida inteira. Estão, na verdade, experimentando para ver se a rotina acadêmica é para eles.

Por outro lado, adultos já tendem a encarar a educação como um investimento no futuro próximo. Como consequência, eles procuram conhecer melhor as características do curso, para definir se a formação será relevante aos seus objetivos de vida.

Com isso em mente, já dá para planejar abordagens muito mais focadas. Você não estará “preparando o jovem para o mundo”. Estará, isto sim, oferecendo chances concretas para o sujeito ter uma carreira de sucesso e uma remuneração adequada, por exemplo.

O tom da mensagem deve ser outro. Aborde os diferenciais do curso. Liste as possibilidades de atuação no mercado. Se possível, utilize depoimentos de egressos com mais idade. Fale para a mãe de família que decidiu voltar a estudar, ou para o pequeno empresário que precisa atualizar-se.

Nesse ponto, os canais de comunicação também são importantes. Verifique quais são as redes sociais mais acessadas por essa audiência. Filtre os anúncios conforme a faixa etária e os interesses do target. Utilize, ainda, recursos com o e-mail marketing e o InMail, do Linkedin.

Finanças e horários são importantes para o calouro sênior

Não é de se admirar que as condições de pagamento sejam uma preocupação da turma com mais de 30. A essa altura da vida, já se acumularam outras responsabilidades financeiras, como a prestação da casa e as despesas com os filhos. Dessa forma, os gastos com mensalidades podem assustar quem anda com o orçamento apertado.

Eis um desafio a superar. Seus leads maduros precisam saber que conseguirão arcar com a graduação escolhida. Logo, todas as informações acerca de valores e parcelas devem estar disponíveis no seu site.

Chegar à página do curso e deparar-se com um aviso do tipo “entre em contato para saber o preço” desmotiva qualquer um. É o que acontece, por exemplo, quando se tenta reservar um quarto num hotel de luxo. Se não há quantias à vista, a impressão é de que o serviço só estará acessível a pessoas que tenham dinheiro sobrando.

Outra questão importante diz respeito aos turnos das aulas. Quem trabalha em horário comercial não conseguirá frequentar o campus durante o dia, optando pelas disciplinas noturnas. Já famílias com filhos pequenos podem preferir os encontros matutinos. Afinal, as crianças saem da creche à tardinha e não têm com quem ficar durante a noite.

Essas variáveis devem ser consideradas, durante a oferta de vagas. Caso sua instituição trabalhe com módulos a distância, terá uma vantagem competitiva importante.

Dados no Ministério da Educação apontam que o EAD vem aumentando, no ensino superior. Em 2016, havia mais de 1,4 milhão de alunos nessa modalidade, o que correspondia a 18,6% dos universitários no Brasil. Além de poderem estudar na hora mais conveniente, os matriculados tampouco perdem tempo em trânsito, pois não têm que deslocar-se de casa até a faculdade.

Pense na rotina de um executivo, de um técnico em enfermagem ou de um promotor de vendas em shopping. As jornadas desses profissionais, muitas vezes, são incompatíveis com a grade regular dos educandários. O ensino a distância derruba esse obstáculo e proporciona a qualificação que os estudantes maduros buscam.

Como incluir o público mais velho na comunidade acadêmica

Por vezes, há receios que impedem a pessoa mais velha de voltar à faculdade.  Medo de não se encaixar pode ser um dos mais comuns. É como se o ambiente universitário fosse apenas para jovens saídos do Ensino Médio.

Também não se pode negar que, quando existe um núcleo familiar constituído, as decisões precisam ser tomadas em conjunto. Deve-se avaliar, com o cônjuge, se o investimento financeiro não afetará as despesas da casa. Ainda, os estudos do adulto podem abalar a rotina dos pequenos, que não terão o pai ou a mãe para buscá-los no colégio ou preparar o jantar.

A estratégia de marketing para captação de alunos maduros deve esmiuçar essas questões. Pode começar de um jeito bem sutil, com blog posts sobre planejamento financeiro e otimização do tempo. Outra sugestão: entrevistar estudantes que tenham filhos, explicando como eles conciliam as demandas do cotidiano. A ideia, aqui, é mostrar que é possível cuidar da família sem deixar de lado a formação acadêmica.

Por fim, sua instituição deve se mostrar receptiva ao público sênior. Talvez uma calourada com bandas de rock, seguida do trote com tinta e ovo nos bixos, não seja tão atrativa. Desenvolva outros tipos de eventos de boas-vindas, como palestras e visitas guiadas ao campus. Registre esses momentos e divulgue-os no canais pertinentes.

Aliás, muito importante: não é porque alguém passou dos 50 que não está ativo nas redes sociais. Linkedin, Facebook e Whatsapp são ferramentas ótimas para estabelecer uma conversa com a audiência e nutrir leads cada vez mais qualificados.

Conclusão

Reiterando: o público maduro representa uma importante fatia comercial. É gente interessada em aprender, que tem objetivos claros e pretende crescer na carreira. A diferença está na carga de responsabilidades acumuladas, seja com o trabalho, seja com a casa.

Por isso, sua instituição de ensino deve mostrar um diferencial. Torne claro ao target por que essa faculdade é a melhor escolha. Demonstre receptividade. Mostre que você entende as demandas dos estudantes maduros e tem condições de supri-las. E, claro, monitore os resultados das ações de marketing para definir personas cada vez mais completas.

 

banner-blog-marketing-digital-instituicoes-de-ensino

EAD: O FUTURO
DO ENSINO NO BRASIL
Um Ebook exclusivo para profissionais de marketing de instituições de ensino.
Um histórico do mercado de Ensino à Distância no Brasil e as principais tendências para o futuro, trazendo indicadores de comportamento do público e como se preparar para captar melhor os alunos.
BAIXE AGORA O EBOOK

Fator Digital

A Fator Digital é formada por uma equipe especializada, criativa e capacitada para executar projetos digitais com foco em resultados.
Atuação completa no planejamento de websites, portais e e-commerces e atuando ainda na gestão de campanhas online através do Google AdWords.