Fator Digital - Performance e Resultados em Marketing Digital

Google AdWords: Como determinar o orçamento ideal?

Definir o orçamento para uma campanha de Google Adwords obedece a critérios matemáticos bem simples. Um bom parâmetro para se ter como base é a taxa de conversão. Em linhas gerais, trata-se do valor que se investe para um usuário da plataforma de busca virar cliente da sua marca.

Como calcular a taxa de conversão

O objetivo dos links patrocinados é gerar leads, ou seja, clientes em potencial para a empresa. A primeira etapa desse processo acontece quando a pessoa realiza uma busca no Google, encontra o anúncio e clica nele, o que aumenta o tráfego para o site corporativo.

A ferramenta utiliza o custo por clique. Você só paga pela publicidade que, de fato, conduzir alguém à landing page. Isso já filtra bastante o público (e otimiza o investimento), pois elevam-se as chances de se conquistar uma audiência interessada no produto ou serviço oferecido.

Ainda assim, deve-se planejar com cautela o uso das palavras-chave. Termos genéricos demais podem atrair leads pouco qualificados. Já expressões muito específicas rendem um número baixíssimo de pesquisas, sendo difícil mensurar o resultado.

Quanto ao custo dessa operação, acompanhe o exemplo. Digamos que cada visita ao site demande R$ 1 do orçamento de Adwords. Cerca de 10% dos visitantes assinam a newsletter para receber mais informações – logo, tornam-se leads. Nesse caso, serão necessários mil acessos para a empresa obter 100 clientes em potencial.

Dentro desse grupo, ainda entra outro cálculo para determinar a taxa de conversão de leads em clientes efetivos. Dos 100 assinantes, talvez 20 resolvam adquirir o produto ou utilizar o serviço da companhia.

Em resumo, mil visitas ao site renderam 20 conversões. Cada cliente conquistado custou R$ 50 em Google Adwords.

Fatores que determinam o orçamento para Google Adwords

É claro que os valores considerados variam bastante. Primeiro, porque o investimento no anúncio depende do peso da palavra-chave. Termos muito populares tendem a ser mais onerosos.

Em segundo lugar, há que se considerar a própria natureza do negócio. Uma taxa de conversão de R$ 50 pode ser pesada para quem venda calçados, já que o lucro num par de tênis nem sempre é muito superior a isso. Por outro lado, se o item vendido for um sofá de R$ 1250,00, a campanha se paga.

No ramo dos serviços, a lógica é parecida. Uma barbearia pode cobrar R$ 30 pelo corte de cabelo. Se o cliente conquistado ficar insatisfeito e não voltar ao estabelecimento, haverá prejuízo. Agora, caso ele retorne todo mês, o faturamento terá sido de R$ 360,00 em um ano. Mesmo desconsideradas as despesas da loja, a taxa de conversão pode valer a pena.

Reiterando: para otimizar o ROI (Return On Investment, ou Retorno Sobre o Investimento), a equipe de marketing precisa realizar um planejamento eficiente de keywords. O desafio está em pôr-se no lugar do usuário e imaginar que palavras ele usaria para encontrar o que busca.

Prever as intenções do público é capcioso. A expressão “carros em Porto Alegre” pode significar tanto uma intenção de compra quanto um estudante realizando um trabalho escolar sobre mobilidade urbana. Por isso, a campanha de Google Adwords deve ser estruturada por uma equipe com experiência na área.

Quer saber mais sobre como o marketing digital pode alavancar o seu empreendimento? Então não deixe de acompanhar o blog da Fator Digital.

Fator Digital

A Fator Digital é formada por uma equipe especializada, criativa e capacitada para executar projetos digitais com foco em resultados.
Atuação completa no planejamento de websites, portais e e-commerces e atuando ainda na gestão de campanhas online através do Google AdWords.