Fator Digital - Performance e Resultados em Marketing Digital

26 dicas imbatíveis de Google Ads

Segundo pesquisas, 93% das experiências online começam com uma busca. E a partir dessa pesquisa total, o Google está no topo, com 90,1% de participação, incluindo aí o Google Imagens. Logo em seguida vem o YouTube, que também é de propriedade do Google. Na sequência, bem lá no final, vem outros players, como Yahoo e Bing. 

E para colocar sua marca na frente desses clientes potenciais, você precisa desenvolver uma presença on-line que torne sua marca conhecida nos mecanismos de busca. Uma parte importante dessa estratégia é a mídia paga. Para aqueles que estão começando a usar o Google Ads, encontrar dicas úteis podem ajudá-los a começar suas campanhas corretamente.

Antes de tudo, o que torna o Google Ads tão importante?

O Google Ads domina as conversas sobre mídia digital. Ela ocupa uma posição tão importante pois continua sendo a maior plataforma de mídia digital do mundo. O Google detém a maioria do mercado de buscas no Brasil, e usando sua plataforma de anúncios, é possível alcançar um público extremamente qualificado.

Se você está pensando em iniciar uma estratégia de Google Ads, esse guia será importante. São dicas que geralmente as empresas levam anos para aprender na prática, mas aqui estão devidamente organizadas.

Dicas do Google Ads para criar seus grupos de anúncios

Dica 1. Otimizar para palavras-chave negativas

Palavras-chave negativas são as palavras que você não deseja que seu anúncio seja exibido. Por exemplo, muitas pessoas desenvolvem listas de palavras-chave negativas que incluem termos como “gratuito” ou “empregos”. Esses termos indicam que o usuário provavelmente quer encontrar uma versão gratuita do produto ou serviço que você vende ou que a pessoa deseja encontrar empregos em seu setor. Nenhuma dessas situações trará clientes para você.

Ao otimizar seus anúncios para palavras-chave negativas, você pode ajudar a eliminar possíveis pesquisas que desperdiçam seu orçamento de publicidade sem trazer o retorno que você deseja ver. Tornar as suas listas mais eficientes para que elas permaneçam focadas diretamente nos clientes em potencial que mais se envolverão com sua marca garantirá que seu dinheiro seja utilizado da melhor maneira possível.

Dica 2. Remova todas as palavras-chave duplicadas

Não remover palavras-chave duplicadas é um erro comum. As marcas assumem que, uma vez que elas estarão apenas competindo contra si mesmas, não removê-las não terá impacto em seu desempenho.

Isso deixa as pessoas abertas a mais erros, no entanto. Por exemplo, se você reduzir seu lance em uma das palavras-chave, negligenciando as outras versões, talvez não perceba que o Google passou a focar nas outras.

Atualizar suas listas para remover duplicatas também tornará o acompanhamento mais fácil. Você deseja que seus dados sejam tão claros e fáceis de interpretar quanto possível, pois isso guiará o restante de sua campanha. A importância de dados fortes não pode ser subestimada nas dicas do Ads.

Dica 3. Adicione os nomes dos concorrentes como palavras-chave

O Google Ads permite que você dê lance no nome de um concorrente. Isso permite que você alcance e lembre os potenciais clientes dos concorrentes de que você pode ter algo que vale a pena examinar antes de fazer uma compra.

Esses anúncios podem ser benéficos porque você já sabe que esses clientes em potencial têm interesse no seu setor. Em vez disso, sua prioridade está em fazê-los ver por que você deve ter consideração sobre as outras empresas.

Tenha em mente que existem regras para marcas que desejam usar essa tática. O Google não permite que você insira o nome do concorrente no anúncio. Aqueles que seguem essas regras, no entanto, têm um meio rápido de chegar aos clientes concorrentes.

Dica 4. Monitore os índices de qualidade das palavras-chave

Para maximizar sua reputação e minimizar custos, acompanhe o Índice de qualidade de cada uma das suas palavras-chave. Para palavras-chave com pontuações baixas, você deve procurar aprimorá-las aumentando a relevância de suas páginas de destino e do texto do anúncio. Se eles não tiverem um bom desempenho além de uma pontuação baixa, considere excluí-los do seu grupo.

Dica 5. Cuide o tamanho dos seus grupos de anúncios

Quando os grupos de anúncios começam a ficar maiores que 20 ou 30 palavras, eles podem começar a prejudicar seu desempenho. Você quer garantir que o texto do anúncio e suas páginas de destino sejam altamente relevantes para o usuário.

Se você tiver um grupo muito grande, provavelmente poderá dividi-lo em pelo menos dois grupos. Ao fazer isso, você poderá criar textos e conteúdo mais personalizados, o que, por sua vez, ajudará seu índice de qualidade e criará uma experiência mais envolvente para os usuários. Lembre-se de segmentar suas palavras-chave em grupos de anúncio, como se fossem temas.

Dica 6. Monitore o que as pessoas digitam quando convertem

Além de acompanhar o desempenho da sua palavra-chave, você também deve analisar seu desempenho na outra direção. Verifique o que as pessoas digitam quando acabam chegando na sua página e convertendo (e que não é necessariamente o mesmo texto da sua palavra-chave).

Você provavelmente encontrará alguns novos termos, principalmente para palavras-chave de correspondência ampla, que as pessoas usam quando encontram um de seus anúncios, clicam e interagem com seu site. Essas novas palavras-chave podem ser adicionadas ao seu próprio grupo de anúncios como termos de alto desempenho.

Dica 7. Remova todos os anúncios que não tenham o desempenho esperado

Lembre-se de que você deseja manter seus grupos de anúncios o mais controlados possível. Você não deseja ter palavras-chave ocupando espaço e, potencialmente, esgotando seu orçamento que não funcionam como esperado.

Verifique regularmente o desempenho dos diferentes anúncios em execução e remova os que não geram os resultados necessários. Sua taxa de cliques provavelmente será a métrica mais útil para determinar os anúncios que precisam ser alterados, mas alguns preferirão usar a taxa de conversão direta. Remova um e crie outro no seu lugar. Repita isso frequentemente, e terá anúncios cada vez melhores.

Dica 8. Use o Google Ads para explorar os locais onde organicamente você não está bem

Para muitas marcas, pode ser um desafio ganhar as posições necessárias para chamar a atenção para palavras-chave de alto tráfego e conversão. Enquanto você espera por determinados esforços orgânicos para obter os rankings necessários para atrair atenção, tráfego e cliques, considere o uso de uma campanha do Google Ads. Isso permitirá que você crie a presença de que precisa para esses importantes termos de busca.

Você também começará a coletar dados sobre como as pessoas respondem à sua página de destino quando elas chegam do anúncio. Isso lhe dará dicas sobre modificações que podem ajudar a melhorar o engajamento e aumentar sua classificação orgânica.

Dicas do Google AdWords para criar sua campanha

Sugestão 9. Certifique-se de que a sua página de destino está bem alinhada com o seu anúncio

Quando as pessoas clicam no anúncio para o seu website, sua página de destino precisa atender às necessidades desses usuários. Pense cuidadosamente sobre o que as pessoas que clicam vão querer ver e crie uma página que as envolva.

Se sua página de destino não estiver alinhada com as necessidades do cliente, você terá um grande número de pessoas que clicam no anúncio e saem do seu site. 

Concentre-se no design de páginas que ajudam os clientes. Repita a mensagem transmitida no seu anúncio na sua página de destino para que as pessoas saibam que chegaram ao lugar certo. Esse alinhamento será a base dessas dicas do Google Ads.

Dica 10. Considere os tipos de correspondência de palavra-chave certos para sua campanha

Existem alguns tipos diferentes de correspondência de palavras-chave que você pode usar no Google Ads . O primeiro é conhecido como correspondência ampla. Isso significa que as frases de palavra-chave segmentadas por seus anúncios podem ser exibidas em qualquer ordem e que os sinônimos serão aceitos. Ela é perigosa, pois pode gerar muito tráfego irrelevante.

Uma correspondência ampla modificada significa que você deseja ter as palavras-chave na ordem em que elas foram listadas, mas não se importa se outras palavras aparecerem entre elas. Por exemplo, “advogado de família Porto Alegre” apareceria como “melhor advogado de família em Porto Alegre”.

Uma correspondência de frase significa que você deseja que o anúncio apareça somente quando a frase corresponder exatamente à que você listou.

Finalmente, você tem uma correspondência exata. Embora uma correspondência de frase exija que as palavras correspondam exatamente à sua frase, uma correspondência exata aumenta um passo e garante que toda a consulta corresponda à sua frase-alvo.

Selecione o tipo de correspondência que melhor atenda às suas necessidades.Quanto mais restrita for sua correspondência de palavra-chave, mais controle você terá sobre o público, mas também menos público terá. 

Dica 11. Faça ajustes na correspondência de palavra-chave à medida que os dados chegam

Em muitas situações você descobrirá que deseja ajustar a correspondência de palavras-chave à medida que os dados começam a chegar a partir da campanha. Começar com uma combinação de termos amplos permitirá que as marcas obtenham o maior número possível de dados sobre sua campanha, o que pode ser analisado para ver se um controle mais rígido sobre o público irá beneficiar os negócios.

Os dados fornecem mais informações sobre como os hábitos de pesquisa das pessoas estão relacionados ao seu setor e afetam sua campanha. Isso permite que você crie sua lista de palavras-chave negativas e ajuste seus requisitos de correspondência.

Dica 12. Use todo o seu espaço disponível para texto

O Google oferece vários campos diferentes para a publicação de conteúdo relevante.Usar todo o espaço disponível ajudará você a obter a melhor imagem do seu produto ou serviço.

Você pode incluir um URL, que deve ser vinculado à página de destino que discutimos na Dica 1, além de títulos, um local para incluir sua localização, o contexto do seu anúncio e uma descrição do produto ou serviço que você deseja promover.

Dica 13. Use todas as suas extensões de anúncio possíveis

Além das diversas áreas de texto que o anúncio inclui, o Google também oferece algumas extensões diferentes. Essas extensões também podem ajudar a melhorar o desempenho. As principais extensões que você provavelmente achará úteis incluem:

  1. Extensões de sitelinks – onde você pode incluir links adicionais que você acha que as pessoas podem se interessar.
  2. Extensões de chamada – onde você pode incluir textos adicionais, como promoções, garantias ou outras informações relevantes para aumentar a confiança do consumidor
  3. Snippets estruturados: onde você pode incluir informações adicionais sobre os recursos incluídos em seu anúncio. Você precisará selecionar uma categoria de uma lista predeterminada.

Dica 14. Use critérios de localização para maior precisão

As dicas do Google Ads devem ajudar você a identificar e segmentar melhor seu público-alvo. O Google permite que você exiba anúncios para pessoas que aparecem apenas em determinadas áreas geográficas. Isso beneficia uma ampla gama de negócios.

As empresas locais podem usar esse recurso porque o grupo demográfico mais provável é formado por quem está dentro de um determinado raio de sua localização.

O uso da segmentação por área geográfica permite que as marcas de ambos os grupos criem uma lista de prospects mais precisa, ajudando a controlar os custos e impulsionando o sucesso de sua campanha.

Dica 15. Se você tiver uma loja de comércio eletrônico, use uma campanha de shopping

Se você tiver um e-commerce, sua campanha de publicidade não estará completa sem uma campanha de shopping. Com uma campanha de shopping, você pode informar ao Google os produtos que deseja exibir, além de uma breve descrição e preço. Isso permitirá que seu produto apareça quando os clientes digitarem consultas indicando que desejam fazer uma compra.

Para criar uma campanha do Shopping, você fará o upload de uma lista de seus produtos para o Google Merchant Center. Você pode fazer isso por meio de sua conta do Google Ads. Como outras campanhas, você definirá seu lance mínimo e máximo. Você também pode definir a prioridade dessa campanha.

Depois de seguir essas etapas, seus produtos estarão prontos para exibição durante as consultas de shopping relevantes.

Dicas do Google AdWords para acompanhamento e implementação

Dica 16. Use sua campanha do Google Ads para testar palavras-chave de seus esforços orgânicos.

O Google Ads e a busca orgânica funcionam melhor quando as pessoas os usam juntos. Use os dados de cada campanha para informar o outro.

Ao veicular sua campanha do Google Ads, avalie o sucesso de suas várias palavras-chave em termos de taxa de cliques, engajamento no site, geração de leads e ROI. Isso permitirá que você saiba se alguma dessas palavras-chave também pode se beneficiar de campanhas orgânicas.

Da mesma forma, se você classificar organicamente para determinadas palavras-chave, mas as páginas não gerarem muita receita para o site, você não deverá incluir essas palavras-chave em sua campanha publicitária.

Dica 17. Acompanhe mais de um objetivo para ter uma ideia melhor do desempenho das campanhas

Pode ser tentador reduzir sua campanha publicitária a uma única métrica, como cliques. Para obter uma imagem completa, no entanto, você deve analisar várias métricas diferentes. Isso permitirá que você veja como o anúncio se comporta em todo o funil de vendas, o que lhe dará uma ideia melhor sobre o que exige melhorias.

Veja, por exemplo, quantos cliques seus anúncios recebem, quantos leads geram, quantos desses leads podem ser classificados como qualificados e a receita gerada. Se você estiver em um estágio fraco no funil de vendas, terá um ponto de partida para melhorar sua receita.

Dica 18. Acompanhe seus gastos com palavras-chave

Ao analisar sua campanha, acompanhe com cuidado a quantidade de palavras-chave que gastam a verba e quantos leads e receita elas geram. Palavras-chave em grupos que custam muito dinheiro, mas não produzem retornos fortes, não beneficiarão a marca, mesmo que sejam pesquisas populares. Exclua as palavras-chave que não produzem os retornos necessários.

Dica 19. Aproveite as listas de remarketing para anúncios de pesquisa.

O remarketing oferece uma ferramenta poderosa para marcas. Quando você usa campanhas de remarketing, segmenta especificamente pessoas que já acessaram seu website. Você sabe que eles expressaram interesse no que você tem a oferecer, mas por algum motivo não se sentiu compelido a comprar naquele momento. As campanhas de remarketing podem ajudar você a atrair a atenção de volta para seu site e fornecer esse incentivo extra para convertê-lo.

Você pode ajustar os lances que você faz no Google Ads com base no fato de alguém já ter visitado seu site antes. Isso permitirá que você forneça campanhas especializadas para aqueles que já demonstraram interesse em sua empresa, criando um anúncio que se aproxime de suas necessidades exclusivas.

As marcas também podem segmentar lances com base no fato de uma pessoa ter interagido com você no YouTube ou por meio de aplicativos para dispositivos móveis.Você pode criar anúncios ainda mais precisos para esses visitantes únicos do passado, reconhecendo seu lugar na jornada do comprador e ajudando-os a seguir em frente.

Dica 20. Priorize seu orçamento para as campanhas com melhor desempenho

A maioria das pessoas que executam campanhas do Google Ads tem restrições orçamentárias. Para maximizar seu retorno, priorize seu orçamento para suas campanhas de melhor desempenho. Depois que você se sentir confiante de que essas campanhas têm a verba necessária para ter uma boa performance, você pode colocar o restante do dinheiro em campanhas mais lentas que precisem de mais edição e ajustes.

À medida que você revisa e aprimora essas campanhas, pode notar uma mudança nas quais as campanhas recebem a prioridade mais alta, por isso, avalie regularmente quais campanhas apresentam melhor desempenho. Compreender a importância de revisitar regularmente sua campanha continua sendo uma das dicas mais importantes do Google Ads.

Dica 21. Use grupos de anúncios para testar pelo menos duas variações

Depois de criar um anúncio, você deve apenas deixá-lo sozinho. Você deve sempre procurar maneiras de melhorar seu desempenho. A melhor maneira de fazer isso é executar diversas variações do anúncio para ver qual apresenta melhor desempenho.

Geralmente, você deseja ter pelo menos dois anúncios para desktop e dois para celular. Veja as versões do anúncio para ver quais geram mais cliques, conversões e receita. Depois de ter um anúncio efetivo, você pode continuar a fazer pequenos ajustes, como experimentar cores, pontuação e até mesmo letras maiúsculas para ver se consegue aumentar ainda mais o seu resultado.

Dica 22. Ajuste sua programação de anúncios para melhorar a segmentação

Seu anúncio terá momentos diferentes do dia em que ele terá um desempenho melhor. Por exemplo, algumas empresas podem ver taxas de sucesso mais altas à noite, após o término do dia de trabalho. Outros vão ver um melhor desempenho no período da manhã ou mesmo nos fins de semana. Analise seus dados para ver quais horários do dia funcionam melhor para seu anúncio.

Você pode usar essas informações para criar uma programação de anúncios no Google AdWords. Isso permite que você crie um público-alvo mais preciso, oferecendo apenas durante esses horários específicos. Com um público mais preciso, você melhorará o sucesso de sua campanha.

Dica 23. Analise os dados para procurar padrões nos locais dos usuários

Muitas empresas também poderão determinar locais específicos em que podem ter uma porcentagem maior de usuários de conversão. Ou seja, poderão focar em determinada região física para aumentar o ROI da campanha.

Examine de onde vêm as principais taxas de tráfego e conversão. Essas informações podem ser usadas para criar mais campanhas específicas de local. Essas dicas do Google Ads funcionarão para ajudar você a criar anúncios mais eficazes e a encontrar seu público-alvo ideal com mais eficiência.

Dicas do Google AdWords para ajudar você a entender o valor dos dispositivos móveis

Dica 24. Veja seus dados para ver se uma campanha somente para celular seria útil

Os dispositivos móveis dominam cada vez mais as pesquisas, ultrapassando os desktops desde 2015, portanto, nenhuma lista de dicas do Google Ads estaria completa sem considerar esses usuários. As marcas que não prestam atenção aos usuários de dispositivos móveis, incluindo suas campanhas publicitárias, serão rapidamente deixadas para trás.

Se você tem uma campanha que gera muito tráfego especificamente de dispositivos móveis, o desenvolvimento de uma campanha para celular separada para essa palavra-chave será útil. Você poderá modificar sua página de destino, a texto do anúncio e outros elementos para garantir que você se alinhe bem com o usuário móvel.

Dica 25. Lembre-se de que os usuários de buscas no celular usam palavras-chave diferentes

Com o celular se tornando cada vez mais popular, as marcas também devem prestar atenção à importância de como esses usuários móveis expressam suas consultas. Dois padrões principais devem ser anotados.

  1. A ascensão da pesquisa por voz. O uso vem aumentando nos últimos anos, com o Google informando que cerca de 20% das consultas por celular ocorrem por meio da pesquisa por voz. Com a pesquisa por voz, os usuários geralmente usam frases completas como “como está o tempo em São Paulo?” Em vez de “clima em São Paulo”.
  2. A segunda tendência ocorre quando os usuários móveis digitam. As pessoas nas telas pequenas de dispositivos móveis provavelmente não usarão palavras-chave longas e complicadas. Eles usam regularmente abreviações e encontram maneiras de encurtar o que perguntam.

Ao selecionar suas palavras-chave para seus anúncios para celular, considere estas dicas do Google Ads com cuidado. Procure palavras-chave que correspondam bem aos usuários de pesquisa por voz ou àqueles que tentam digitar rapidamente em celulares. Não tente criar campanhas em torno de palavras-chave complicadas.

Dica 26. Certifique-se de que todas as páginas de destino estejam otimizadas para dispositivos móveis

O celular continua sendo essencial para o sucesso do marketing on-line. As marcas não podem ser bem-sucedidas se não fizerem os preparativos adequados para usuários móveis. Isso significa que cada uma das suas páginas de destino precisa ser otimizada para uma tela pequena, de um celular. A otimização para dispositivos móveis inclui o seguinte:

  1. Toda a escrita no site deve ser facilmente visualizada em dispositivos móveis. Isso significa evitar fontes e cores muito pequenas para aparecerem com clareza.
  2. Qualquer vídeo pode ser reproduzido em dispositivos móveis. Às vezes, certos players de vídeo terão problemas para rodar em dispositivos móveis, então teste os players que você possui.
  3. Botões e outras ferramentas de navegação devem ser grandes o suficiente para o conforto e longe o suficiente de outros botões. Lembre-se de que as pessoas em dispositivos móveis pressionam os botões com os dedos, portanto, ajude-os a evitar problemas na navegação no seu site.
  4. Minimize a quantidade de digitação necessária no site. Pode ser um desafio digitar muitas informações em dispositivos móveis. Torne mais fácil para as pessoas usarem formulários de preenchimento automático sempre que possível.

O Google AdWords pode ser uma ferramenta poderosa para marcas interessadas em levar sua estratégia ao próximo nível. Ele permite que as organizações complementem suas estratégias orgânicas para impulsionar seu reconhecimento da marca. 

Se quiser saber mais sobre como é possível gerenciar uma conta de sucesso no Google Ads, entre em contato com a Fator. Nossa equipe de analistas tem a experiência necessária para ajudar sua empresa a encontrar os melhores resultados no Google Ads!

Fator Digital

A Fator Digital é formada por uma equipe especializada, criativa e capacitada para executar projetos digitais com foco em resultados.
Atuação completa no planejamento de websites, portais e e-commerces e atuando ainda na gestão de campanhas online através do Google AdWords.